PRINCIPAL    EQUIPE    LIVRO DE VISITAS    LINKS    ARQUIVO DE ATUALIZAÇÕES    ARQUIVO DE COLUNAS    CONTATO

TINGA

TINGA

      

     

 

       

        Nome Completo: Anderson Antônio dos Santos

 

 

 

 

        Ano de nascimento: 1974

     

                                                                      

Tinga é cria de Vila Isabel. Começou a cantar na quadra da escola do bairro de Noel Rosa no final da década de 90. Entre 2000 e 2002 foi apoio do veterano Jorge Tropical. No ano seguinte chegou a dividir o microfone da Vila com o experiente puxador.

No carnaval de 2004, Jorge Tropical saiu da escola por se desentender com a diretoria. Tinga, então, naquele ano assumiu definitivamente como intérprete oficial da escola, tendo interpretado o samba “A Vila é Para Ti” (de André Diniz, Leonel, Professor Niltão, Serginho 20 e Sidney Sã), no qual a Vila Isabel foi campeã do Grupo de acesso A.

A partir daí assumiu absoluto o microfone número da Vila e também passou a cantar em outras praças carnavalescas. Tinga estreou em 2011 no Anhembi, defendendo a Unidos do Peruche, em São Paulo. Desde 2012, canta na Bambas da Alegria, em Uruguaiana-RS e foi titular da Academia de Samba Praiana em Porto Alegre em 2013. Ainda na capital gaúcha, defendeu a União da Vila do IAPI de 2014 a 2016.

Após defender o histórico samba-enredo “A Vila Canta o Brasil Celeiro do Mundo – Água no Feijão que Chegou Mais Um” (de Martinho da Vila, Arlindo Cruz, André Diniz, Tunico da Vila e Leonel), que embalou o campeonato da Vila Isabel de 2013, Tinga se transferiu para a Unidos da Tijuca, ficando por cinco carnavais na escola do Morro do Borel, onde foi bicampeão (2014 e 2016).

Em 2015, na arrancada do Desfile das Campeãs, Tinga se desentendeu com um integrante da bateria de Mestre Casagrande e, já com o canto do samba iniciado, quase foi às vias de fato com o componente, sendo apartado pelos colegas do carro de som.

Após o desfile de 2018, Tinga acertou seu retorno à Vila Isabel. Em 2019 e 2020, foi um dos cantores oficiais da Águia de Ouro no Anhembi. Em 2022, voltou ao Carnaval de Porto Alegre para cantar na Restinga. Ou seja, finalmente tivemos Tinga na Tinga. Por fim, assinou contrato com a Império de Casa Verde para ser cantor da escola a partir de 2023.

O cantor tem uma voz forte e boa dicção e é considerado no meio carnavalesco como um intérprete “pé-quente”. Muito requisitado para defender sambas nas quadras, Tinga perdeu as contas de quantos sambas venceu nas disputas.

INÍCIO: Final da década de 90, na Unidos de Vila Isabel. Começou como cantor de apoio de Jorge Tropical. 

Primeiro ano como intérprete oficial: 2004

2000 a 2003 – Vila Isabel (apoio de Jorge Tropical) – gravou a faixa da Vila com Jorge Tropical em 2003.
2004 a 2013 – Vila Isabel (cantor principal)
2011 – Unidos do Peruche
Desde 2012 – Bambas da Alegria (Uruguaiana-RS)
2012 – Estrela do Amanhã (LIESV)
2013 – Camarões dos Pampas (LIESV)
2013 – Praiana (Porto Alegre)
2014 a 2018 – Unidos da Tijuca (cantor principal)
2014 a 2016 – União da Vila do IAPI (Porto Alegre, junto com Wilsinho Astral, Cezinha e Borracha)
2018 e 2019 – Unidos da Tamandaré (Guaratinguetá-SP, ao lado de Grazzi Brasil)
2019 e 2020 – Águia de Ouro (SP, ao lado de Douglinhas Aguiar e Darlan. Em 2022, gravou o samba, mas não desfilou)
Desde 2019 – Vila Isabel (cantor principal)
Desde 2022 – Estado Maior da Restinga (Porto Alegre, junto com Evandro Medina)
Desde 2023 – Império de Casa Verde (São Paulo)

 

GRITO DE GUERRA: Solta o bicho! Alô comunidade! Canta... canta... canta (diz o nome da escola). 


CACOS DE EMPOLGAÇÃO: Além de costumar fazer a chamada com a primeira palavra dos versos das estrofes dos sambas e “dialogar” com a letra do samba, também usa: “no swing, no swing, no swing”; “vamos lá”; “é agora, é agora, é agora”; “vambora”; “o quê”; “ôooooobaaaaaaa”; “vamos lá comunidade”.


SAMBAS DE SUA AUTORIA: "De braços abertos, de janeiro à janeiro. Sorrio, sou Rio, sou Estácio de Sá!" (Estácio/2015, com Dominguinhos do Estácio, Merica, Adriano Ganso, Dani Maroneze e Eduardo Martins), "Clementina, Cadê Você?" (Tradição/2016, com Arlindo Neto, Lequinho, Junior Fionda, Pixulé, Gabriel Martins, Zé Luiz Escafura, Anderson Lemos, Fadico e Igor Leal), "É! O moleque desceu o São Carlos, pegou um sonho e partiu com a Estácio!" (Estácio/2017, com Daniel Gonzaga, Edson Marinho, Claudio Russo, Lequinho, Igor Ferreira, Dr. Jorge, Salviano, Júlio Alves, Alexandre Moraes, Marquinhos, Hugo Bruno e Gabriel Martins), "Uma Noite no Museu" (Tucuruvi/2018, com Turko, Maradona, Rafa do Cavaco, Diego Nicolau, Dr. Eduardo e Gustavinho Oliveira).


PREMIAÇÕES:

Prêmio Sambanet Melhor Intérprete do Grupo Especial (2013)
Tamborim de Ouro: Voz da Avenida (2017)
Prêmio SRZD Melhor Intérprete (2017 e 2020)
Estrela do Carnaval Melhor Intérprete (2017 e 2020)
Estandarte de Ouro Melhor Intérprete (2018)
Troféu Sambario Melhor Intérprete (2019)


DISCOGRAFIA DE CARNAVAL:

CD Sambas Enredo Grupo A 2003 (faixa Vila Isabel)
CD Sambas Enredo Grupo A 2004 (faixa Vila Isabel)
CD Sambas Enredo Grupo Especial 2005 (faixa Vila Isabel)
CD Sambas Enredo Grupo Especial 2006 (faixa Vila Isabel)
CD Sambas Enredo Grupo Especial 2007 (faixa Vila Isabel)
CD Sambas Enredo Grupo Especial 2008 (faixa Vila Isabel)
CD Sambas Enredo Grupo Especial 2009 (faixa Vila Isabel)
CD Sambas Enredo Grupo Especial 2010 (faixa Vila Isabel)
CD Sambas Enredo Grupo Especial 2011 (faixa Vila Isabel)
CD Sambas Enredo Grupo Especial SP 2011 (faixa Peruche)
CD Sambas Enredo Grupo Especial 2012 (faixa Vila Isabel)
CD Sambas Enredo Grupo Especial 2013 (faixa Vila Isabel)
CD Sambas Enredo Porto Alegre 2013 (faixa Praiana)
CD Sambas Enredo Grupo Especial 2014 (faixa Un. Tijuca)
CD Sambas Enredo Porto Alegre 2014 (faixa Vila do IAPI)
CD Sambas Enredo Grupo Especial 2015 (faixa Un. Tijuca)
CD Sambas Enredo Porto Alegre 2015 (faixa Vila do IAPI)
CD Sambas Enredo Grupo Especial 2016 (faixa Un. Tijuca)
CD Sambas Enredo Porto Alegre 2016 (faixa Vila do IAPI)
CD Sambas Enredo Grupo Especial 2017 (faixa Un. Tijuca)
CD Sambas Enredo Grupo Especial 2018 (faixa Un. Tijuca)
CD Sambas Enredo Grupo Especial 2019 (faixa Vila Isabel)
CD Sambas Enredo Grupo Especial SP 2019 (faixa Águia de Ouro)
CD Sambas Enredo Grupo Especial 2020 (faixa Vila Isabel)
CD Sambas Enredo Grupo Especial SP 2020 (faixa Águia de Ouro)
CD Sambas Enredo Grupo Especial 2022 (faixa Vila Isabel)
CD Sambas Enredo Grupo Especial SP 2022 (faixa Águia de Ouro)

MAIS FOTOS DE TINGA


Na Vila Isabel, no desfile de 2020


Tinga conduzindo o carro de som da Unidos da Tijuca em 2018. Na escola do Borel, o cantor foi bicampeão. Foto: Leandro Milton/SRZD


Tinga na festa de lançamento do CD do Grupo Especial 2011. Crédito da foto: Ricardo Almeida




A numerosa equipe de canto da Vila Isabel no carnaval de 2020


Durante sua participação no Sem Censura logo após o título do Acesso de 2004 ganho pela Vila Isabel. Tinga canta o samba campeão "A Vila é Parati".

'



Voltar à seção Intérpretes